Quando penso em Mangueira (Rogério Batalha e Agenor de Oliveira)





Demo

Voz e violão: Agenor de Oliveira


Quando penso em Mangueira

(Agenor de Oliveira e Rogério Batalha)


Quando a cidade alvorece

Eu penso em Mangueira

Quando a alegria padece

Lembro-me da Estação primeira


Quando penso nas folhas secas

Que colorem meu pobre peito

Na geografia das minhas saudades

Mangueira é o maior relevo


Quando penso nas amendoeiras

Fincadas naquele chão

Lembro-me quando Dodô dizia:

Filho, nunca adorne a ingratidão.